Educação Financeira Comportamental em Tempos de Crise

Desde que o coronavirus chegou ao Brasil e a pandemia se instalou em nosso país, o endividamento dos brasileiros atingiu recorde, saltando para 66.2% o percentual de famílias com dívidas, segundo a CNC – Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo. Esse é o maior patamar da série histórica da Pesquisa de Endividamento e Inadimplência do Consumidor (Peic), iniciada em janeiro de 2010.

Portanto, o impacto econômico negativo causado pela pandemia na renda familiar já é visível, com considerável redução de salários e benefícios, perda de emprego e redução da jornada de trabalho. Isso é uma realidade que não pode ser ignorada pelas organizações, mesmo aquelas que não reduziram salários e benefícios, pois a renda familiar de seus colaboradores pode ter sido impactada pela redução da renda do cônjuge ou companheiro/a.

Todo momento de crise é uma oportunidade, e este é o momento de apoiar seus colaboradores e instrumentalizá-los a lidar com esses desafios.

Por que isso é uma preocupação para os Recursos Humanos, líderes e gestores das empresas? Pelo simples motivo de que funcionários endividados podem diminuir a produtividade, impactar na produção de bens e serviços e na eficiência das organizações. Além disto, alto endividamento leva a alteração no estado emocional e saúde física, gerando estresse e burnout, elevando índices de afastamentos do trabalho por enfermidades e riscos de acidentes no trabalho. Dores emocionais diminuem a capacidade de concentração e foco, impactando na a capacidade e qualidade de entrega. O desempenho organizacional é afetado.

Segundo os dados da The Employer`s Guide to Financial Wellness – EUA, o endividamento dos profissionais diminui a produtividade organizacional em 15%.

É hora de auxiliar as pessoas a pensar em suas finanças e compreender suas emoções. É hora de falar em educação financeira comportamental com seus colaboradores.

Um bom programa de Educação Financeira passa por dois pilares: o da organização das finanças e alocação de recursos. No entanto, existe um terceiro pilar pouco olhado que é o comportamental: nossos hábitos de compra e consumo, nosso comportamento com relação ao dinheiro. Sou daqueles que gasta toda minha receita ou consigo direcionar uma parte para emergências e para o futuro? Tenho controle das minhas finanças e sei exatamente quanto posso gastar? Compro por impulso, como forma de compensação das minhas dores emocionais?

O consumo consciente de bens e serviços supre necessidades de subsistência e deixa espaço para uma vida financeira saudável. Quando, no entanto, estamos sob forte impacto emocional, como o vivido neste momento, temos a tendência a compensar nosso estado afetivo, nossa ansiedade e angústia, através do consumo não consciente e compulsivo.

Nosso programa de Educação Financeira Comportamental foca no desenvolvimento da consciência financeira, capacitando o indivíduo a reconhecer suas dores emocionais e como isso impacta em sua finanças; a descobrir suas crenças e valores sobre o dinheiro e seus impactos comportamentais; desperta o autoconhecimento por meio de exercícios práticos com relatórios financeiros e o direciona à autorresponsabilidade; uso de forças de caráter tais como gratidão, autocontrole, otimismo e espiritualidade na construção de resiliência.

Quer saber como fazer isso? É mais simples do que parece, e mais eficaz do que se pode imaginar.

Fale conosco. Temos programas de Educação Financeira Comportamental que serão customizados para os seus colaboradores.

Compartilhe

Share on facebook
Share on linkedin
Share on twitter
Share on email

Posts Relacionados

Bem-estar

O Perfeccionismo e o baixo desempenho

Quando errar não é uma opção, não existe aprendizado, criatividade ou inovação”. Essa é uma frase de Brene Brown em seu livro “A Coragem de

Comunicação

Comunicação Não Violenta

Uma das funções principais de um líder é obter bons resultados através de suas equipes. Para isto, é necessário comunicar de maneira clara e objetiva

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Alcance Todo Potêncial Humano da sua Empresa

Fale Conosco